DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE

DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE

Filtros ativos

  • Categorias: Infância e Adolescência

Formação de Agentes Comunitários Para a...

R$ 48,00
  • Associado: R$ 40,80

Neste livro foi enfocado o processo de formação e a atuação de agentes comunitários, por meio de um programa no qual mulheres de uma comunidade de nível socioeconômico baixo foram ensinadas a atuar como agentes comunitárias. Este trabalho descreve com detalhes todos os passos inerentes ao planejamento de ensino, à formulação e aplicação do programa, ao acompanhamento e à avaliação da atuação dessas agentes da comunidade.

Resiliência - Enfatizando a Proteção dos...

R$ 49,00
  • Associado: R$ 41,65

Escrita a partir de uma bem-sucedida experiência desenvolvida com 1.923 adolescentes cariocas, esta obra tem como objetivo mostrar a capacidade dos jovens de lidar de maneira positiva com as adversidades da vida, como perda de pessoas queridas e violência. Essa capacidade de superação dos problemas é denominada resiliência. Entre os temas abordados neste livro, destacam-se a importância do apoio da família e do meio social no enfrentamento dos momentos difíceis e a capacidade potencial que todas as pessoas têm para desenvolver a resiliência em maior ou menor grau.

Corpo, Identidade e Adolescência - Uma Análise...

R$ 25,00
  • Associado: R$ 21,25

A originalidade desta pesquisa está na abordagem do papel do corpo na organização da identidade na esfera da teoria de Wilhelm Reich. A teoria de Wilhelm Reich, embora consistente e densa, não apresenta um corpo teórico especificamente organizado no tema da identidade e da imagem corporal. Assim proponho uma leitura da teoria de Wilhelm Reich na perspectiva energética focando o corpo e a organização da identidade e da imagem corporal. Para poder pensar a organização ontogenética da identidade, a autora se volta para a tese de Wilhelm Reich sobre a interdependência entre a percepção e a consciência. O pensamento funcional, método de pesquisa utilizado por Wilhelm Reich, cuja lógica emerge da operação das funções conduz à compreensão da função do segmento ocular enquanto uma ponte entre a teoria e a pesquisa de campo. A imagem corporal funcionou como um instrumento abstrato e ao mesmo tempo concreto nos trabalhos de fotografia, do espelho e do desenho das figuras humanas aplicados no grupo das adolescentes.

Eu Era Assim - Infância, Cultura e Consumismo

R$ 46,00
  • Associado: R$ 39,10

Neste livro, Flávio Paiva presenteia o leitor com diálogos praticados na interdependência das disciplinas, nas interfaces das ciências humanas e sociais e no que seria uma proposta educativa da imprensa, tendo como elementos de catálise o drama social vivido pela infância, diante da homogeneização cultural e do fenômeno do consumismo. Em seus escritos, o autor, com curiosa estranheza e largado senso de participação, faz o cruzamento desses temas, pelos campos da educação, da literatura, do direito, da filosofia, da psicologia, da neurociência, da sociologia e da comunicação social, em falas cheias de expectativas e de crença na vitória da ética humana. Da mesma maneira que as circunstâncias atuais fizeram desaparecer os absolutos, nas páginas de Eu era assim o único ponto conclusivo é o que coloca o processo como produto da discussão de idéias, opiniões e de conceitos.

Adolescentes e Jovens...Em Ação!

R$ 35,00
  • Associado: R$ 29,75

A presente pesquisa partiu das inquietações surgidas da experiência da pesquisadora enquanto Diretora do Setor de Saúde do município de Descalvado sobre as manifestações do fenômeno da adolescência na contemporaneidade. Esse fenômeno pode ser percebido através das crescentes manifestações de indisciplina, violência, desinteresse e consumo de drogas que a população jovem vem apresentando.

Tudo Começa na Outra Vida: A Cultura dos Recém...

R$ 45,00
  • Associado: R$ 38,25

O nascimento de um bebê entre o povo Beng, no Oeste africano, não é visto apenas como o início de uma nova vida. Ele é contemplado como uma reencarnação depois de longa e próspera existência na “cidade dos espíritos”, lugar para o qual a essência das pessoas viaja quando seu corpo morre. Longe de ser uma tábula rasa, uma criança Beng, acredita-se, inicia sua vida repleta de conhecimento espiritual. A forma como os Beng criam seus filhos a partir de tais crenças é a matéria trabalhada por Alma Gottlieb neste original e envolvente estudo da antropologia dos bebês. A autora mostra como a ideologia religiosa afeta todos os aspectos das práticas de criação entre os Beng – desde o ato de banhar as crianças para protegê-las de doenças até o modo de ensiná-las a engatinhar e andar – e como a pobreza generalizada limita essas práticas. O abismo entre a riqueza espiritual e social e a carência material conduz a antropóloga a discussões comparativas que se concentram, de um lado, nos Beng, e, de outro, em um grupo de orientações filosóficas de origens predominantemente europeias. A partir de suas experiências pessoais, Alma apresenta considerações sensíveis sobre como sua própria concepção de ser mãe alterou-se ao longo da pesquisa de campo, indicando que as práticas do cuidado dos bebês são resultado de uma construção cultural. Antropólogos, sociólogos, pessoas interessadas no papel da cultura na vida das crianças (e vice-versa) e, de fato, todos os pais e mães desfrutarão a leitura do texto maravilhosamente reflexivo de Tudo Começa na Outra Vida.

Estruturação Psíquica e Subjetivação da Criança...

R$ 84,00
  • Associado: R$ 71,40

Acredito que o essencial é que não se considere mais a latência uma etapa de quase estancamento do desenvolvimento, e que se encontre nela, ao saber lê-los, não só os defeitos tão afamados da repressão que apaga as manifestações da sexualidade e do complexo de Édipo, mas também as modificações do que foi vivido anteriormente, as quais apontam, com a aquisição de novos mecanismos, o estabelecimento progressivo de um aparelho psíquico distinto...

Percepções de Infância e Juventude no Campo

R$ 43,57
  • Associado: R$ 37,03

Este livro consiste numa revisão da literatura analítica e crítica acerca das percepções de infância, adolescência e juventude do e no campo. Optamos pelo estudo sobre a infância, adolescência e juventude relacionadas à escolarização, à saúde e ao trabalho, pois são conceitos repletos de conteúdos ideológicos, sociais e culturais, que tem potencial para desvelar questões importantes relacionadas às representações, práticas camponesas, ao projeto de sociedade inscrito em mecanismos de reprodução e em lutas camponesas na sociedade contemporânea. Inicialmente há uma breve discussão sobre a questão agrária e o campesinato no Brasil dividido nos seguintes temas- camponeses, cultura e transformação social; alguns aspectos do pensamento de Marx e Chayanov; a questão agrária e o camponês no Brasil; contextualização das lutas camponesas no Brasil e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O segundo capítulo trata das percepções de infância e adolescência do campo e do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) na literatura acadêmica, divididos em seis categorias de análise. No terceiro capítulo sobre as infâncias e as brincadeiras do e no campo- a vivência e a participação em um movimento social foi acrescidos alguns conceitos dos autores Vygotky e Bourdieu para consubstanciar a reflexão acerca da luta do MST e dos Movimentos Sociais pela Educação nos territórios rurais, com ênfase nas vivências, brincadeiras e participação dessas crianças. O último capítulo Percepções relacionadas às juventudes do/no campo e os aspectos contemporâneos é retomado alguns elementos do pensamento de Marx acerca da expropriação camponesa e reserva de mercado para o capital e realizado uma análise sobre a juventude do/no campo no Brasil.

Tessituras do Cuidado As Condições Crônicas de...

R$ 39,00
  • Associado: R$ 33,15

Tendo o cuidado como categoria central de pesquisa e o adoecimento crônico infantil como foco de sua atenção, a autora deste livro estuda as relações entre crianças e adolescentes atendidos em hospitais, seus familiares e os profissionais da saúde. À luz dos princípios da humanização – acolhimento, protagonismo, corresponsabilidade e autonomia –, a pesquisa busca refletir criticamente não só sobre o cotidiano da assistência, mas também sobre as possibilidades de se produzir um projeto de vida com e apesar do adoecimento crônico, contribuindo para o entendimento dos elementos, desafios e potencialidades inscritos no cuidado dedicado a essas crianças e adolescentes. “Este livro trata de um tema que marca intimamente a vida de um grupo de sujeitos, mas não é demais lembrar que as condições crônicas de crianças e adolescentes referem-se a problemas que afetam toda a sociedade, o que demanda que o cuidado objeto do presente estudo seja integral, intersetorial e incorpore valores que afirmem a humanização das relações”, afirma a autora.

É Mamífero Que Fala, Né?

R$ 31,50
  • Associado: R$ 26,78

De forma lúdica, fortalecendo o vínculo da família (mãe, pai, avós, tios), que é a base da rede de apoio para a mãe que amamenta, e com uma linguagem carinhosa e acessível a todos, os autores contam uma história que se baseia nos hábitos dos mamíferos e explicam a importância do aleitamento materno. As ilustrações de Helena Cortez trazem conferem ainda mais leveza e poesia à obra. O aleitamento materno é uma unanimidade mundial. Não há nenhuma dúvida sobre a importância e os benefícios do leite materno no crescimento, desenvolvimento e imunidade das crianças. Todos os profissionais de saúde reconhecem a amamentação como a principal fonte de alimentos dos bebês. A Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde (MS) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomendam o aleitamento materno desde a sala de parto, exclusivo e em livre demanda até o 6o mês, complementado com alimentação saudável até os 2 anos ou mais. No entanto, menos da metade das crianças aos 6 meses é ainda alimentada com o leite materno. Muitos fatores influenciam nesse déficit: falta de informação ou informação inadequada de redes sociais, amigos e familiares e até de profissionais de saúde, falta de apoio, falta de espaço na mídia, licença-maternidade insuficiente, marketing abusivo das indústrias de fórmulas infantis, cultura de desmame e muitas outras questões. Para melhorar esse cenário, os órgãos responsáveis estão tentando providências, como cursos e busca incessante de aprovação de leis que favoreçam a amamentação e a mulher trabalhadora que amamenta. A primeira semana de agosto, há mais de 25 anos, é dedicada à celebração da Semana Mundial de Aleitamento Materno, cada ano com um tema específico. Já comemoramos, no Brasil, o Agosto Dourado - um mês inteirinho para informar, sensibilizar e apoiar a amamentação. E para não ficar só esperando que 'os outros' façam alguma coisa, o pediatra e homeopata Moises Chencinski e a nutricionista e consultora em aleitamento materno Vane

Casamento Infantil: Infância Roubada Por Graves...

R$ 50,00
  • Associado: R$ 42,50

Segundo estudo do Banco Mundial, o Brasil ocupa o 4.º lugar do ranking global de casamentos com menores de dezoito anos. Quando tomamos esse dado a partir das lentes de gênero, observamos que as meninas são as que mais sofrem com essa prática por pressões sociais e/ou culturais e pelo contexto de desigualdade em que se encontram. Ao explicitar e comprovar que o casamento infantil é, em todos os sentidos, uma violação aos direitos humanos, Luiza Sartori lança luz sobre uma questão que afeta profundamente a vida das crianças e contribui para que a sociedade se conscientize e atue, efetivamente, em prol da garantia de direitos e da proteção das crianças e das meninas. Para a Plan International Brasil, organização internacional que atua no Brasil desde 1997 e que há anos vem pautando a necessidade de olhar para essa questão, o livro é um forte aliado.

Crianças e Adolescentes Com Doenças Raras:...

R$ 76,00
  • Associado: R$ 64,60

A publicação deste livro sobre doenças raras envolvendo narrativas, memórias e trajetórias de cuidado com familiares de crianças e adolescentes com doenças raras constitui um passo importante nas pesquisas que a socióloga e psicóloga Martha Moreira vem desenvolvendo sobre condições crônicas complexas em saúde no Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz. A pesquisa tem o mérito de penetrar na trama das doenças raras a partir de diversos enfoques que consideram tanto a definição do tema, como as memórias e trajetórias de familiares e as pesquisas ações de apoio em desenvolvimento. Dados da Global Genes, organização internacional sem fins lucrativos, demonstram que existe aproximadamente 350 milhões de indivíduos no planeta que manifestam algum dos sete mil distintos tipos de doenças raras. Tais informações confirmam a importância de estudos que organizem as informações sobre as condições de vida e de cuidados destes indivíduos.

O SUS e Suas Crianças

R$ 77,00
  • Associado: R$ 65,45

Nascer, crescer e adoecer são experiências inscritas em um determinado momento histórico e contexto social. E o adoecimento infantil vem, nas últimas décadas, sofrendo alterações: com os avanços tecnológicos e clínicos constituídos desde então, observa-se uma transição do perfil agudo para um perfil crônico, com longa duração e demandas de cuidados contínuos. Essa nova realidade impacta na vida das famílias, no cotidiano hospitalar, nas redes de serviços e nas políticas públicas. O livro pretende assim apresentar e discutir tais questões, instrumentalizando os profissionais que trabalham nesse segmento aos novos desafios postos pela realidade social.

Amamentação e Políticas para Infância no Brasil

R$ 65,00
  • Associado: R$ 55,25

Publicado pela primeira vez em 1979, tornou-se a primeira publicação brasileira a analisar o corpo como sistema simbólico. Desde então, tem sido referência para várias gerações de cientistas sociais. Trata-se de um livro didático e denso que introduz o leitor aos eixos analíticos básicos para a compreensão da sociedade como um sistema de significações. Leitura imprescindível para profissionais que têm no corpo a dimensão de seu ofício, conclui que o corpo é uma filosofia que “abriga em nós um inferno que costumamos ver nos outros: a natureza humana que é estranha aos homens.”

Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na...

R$ 49,00
  • Associado: R$ 41,65

O livro traz uma série de textos de profissionais da área da saúde materno-infantil. Oferece um panorama da atenção integrada às doenças prevalentes na infância, estratégia reconhecida pelo Ministério da Saúde. Na década de 90 foi criada e apresentada a profissionais que tinham envolvimento com a saúde materno-infantil em nosso país a estratégia AIDPI. desde então essa estratégia é preconizada pelo Ministério como prioritária para o atendimento à infância em âmbito nacional.

Da Pediatria à Psicanálise

R$ 109,00
  • Associado: R$ 92,65

Este Da pediatria à psicanálise, de Donald W. Winnicott, volta-se mais diretamente aos profissionais ligados ao cuidado de bebês e crianças: pediatras, enfermeiras/os e psicanalistas. Nesta reunião de artigos, que acompanha o percurso de Winnicott da pediatria à psiquiatria e ao nascente campo da psicanálise infantil, é possível observar o diálogo entre essas diferentes perspectivas tomando corpo nas ideias e na prática de Winnicott, e apreciar as diferentes modalidades de escuta que o psicanalista e pediatra foi concatenando ao longo de sua carreira. Winnicott passou a observar e a escutar as crianças que vinham a seu consultório não tanto com um estetoscópio como com a disposição para depreender de brincadeiras conflitos e angústias que não eram verbalizados.