Violências

Violências

Filtros ativos

Filhas do Mundo: Infração Juvenil Feminina no...

R$ 29,00
  • Associado: R$ 24,65

Quer compreender o que há de específico no universo das jovens infratoras internadas em instituições para cumprimento de medidas socioeducativas no Rio de Janeiro. Os motivos que levam as jovens ao crime são discutidos, confrontando algumas teorias com o trabalho empírico que alia observação de campo, análise de desenhos, diários pessoais e entrevistas com as jovens, bem como análise de seus prontuários e de entrevistas com as mães e com os(as) técnicos(as) da escola onde estão recolhidas.

Policiamento Moderno - Col. Polícia e Sociedade

R$ 73,83
  • Associado: R$ 62,76

Este novo volume da série ´Polícia e Sociedade´ analisa as práticas concretas do policiamento na sociedade contemporânea, apresentando um balanço meticuloso e acessível ao leigo. O livro é composto de uma série de ensaios de diferentes pesquisadoress obre a polícia, que deixam claro como as mudanças no policiamento foram afetadas pela evolução das cidades e da organização social.

Cabeça de Porco

R$ 38,90
  • Associado: R$ 33,07

Cabeça de Porco é o resultado de um trabalho em duas fontes: entrevistas e filmagens feitas por MV Bill e seu empresário Celso Athayde nos últimos sete anos em favelas de nove estados brasileiros sobre crianças e jovens que vivem no mundo do crime, suas razões e a dimensão humana de suas vidas.

Elite da Tropa

R$ 44,90
  • Associado: R$ 38,17

Baseado em fatos reais, este livro conta histórias reveladoras de personagens que viveram na pele o dia-a-dia do Batalhão de Operações Policiais Especiais, o BOPE. Escrito por uma das maiores autoridades do país em segurança e por dois policiais que já foram membros do BOPE, Elite da Tropa mostra um lado desconhecido da violência das grandes cidades - o ponto de vista do policial, seus hábitos e obrigações.

Violência Sob o Olhar da Saúde

R$ 39,00
  • Associado: R$ 33,15

Apresenta um panorama atualizado sobre o impacto da violência na saúde pública. Examinam-se as tendências das produções científicas sobre o assunto e busca-se conceituar o tema em seus aspectos filosóficos, teóricos, sociais e culturais. Analisam-se também a mortalidade por causas externas no Brasil, a morbidade por envenenamento e as diferentes formas de violência, assim como a relação entre drogas e violência e entre mídia e violência. Obra que traz contribuição tanto para os envolvidos com a saúde coletiva, a sociologia, a antropologia e a segurança pública como para os formuladores e gestores das políticas públicas.

Operários da Violência

R$ 79,00
  • Associado: R$ 67,15

Dos 23 policiais brasileiros entrevistados em profundidade para este estudo seminal, 14 eram perpetradores diretos de tortura e assassinato durante as três décadas que incluíram o regime militar de 1964-1985. Estes "operários da violência" e os membros do grupo de "facilitadores de atrocidades" (que supostamente não participaram diretamente na violência) ajudam a responder às perguntas que assombram o mundo de hoje: por que e como homens comuns são transformados em torturadores e assassinos do Estado? Como os perpetradores de atrocidades explicam e justificam sua violência? Qual é o impacto das suas ações assassinas para eles mesmos, para suas vítimas e para a sociedade? Dos 23 policiais brasileiros entrevistados em profundidade para este estudo seminal, 14 eram perpetradores diretos de tortura e assassinato durante as três décadas que incluíram o regime militar de 1964-1985. Estes "operários da violência" e os membros do grupo de "facilitadores de atrocidades" (que supostamente não participaram diretamente na violência) ajudam a responder às perguntas que assombram o mundo de hoje: por que e como homens comuns são transformados em torturadores e assassinos do Estado? Como os perpetradores de atrocidades explicam e justificam sua violência? Qual é o impacto das suas ações assassinas para eles mesmos, para suas vítimas e para a sociedade?

Não Matarás - Desenvolvimento, Desigualdade e...

R$ 46,00
  • Associado: R$ 39,10

Gláucio Ary Dillon Soares analisa o homicídio numa perspectiva histórica e comparada: no Brasil e no mundo, através dos tempos. Utilizando diferentes pontos de vista teóricos e metodológicos, ele correlaciona essas mortes violentas com variáveis econômicas, culturais, demográficas e sociais: desenvolvimento econômico e social, urbanização, metropolização, favelas, migrações, densidade demográfica, idade, raça, gênero, estrutura da família, religião e religiosidade. A contribuição das políticas públicas, as teorias mais comuns e as questões metodológicas, inclusive a qualidade dos dados disponíveis, também passam pelo crivo analítico do autor.

Psicologia e Adolescencia Encarcerada

R$ 52,00
  • Associado: R$ 44,20

O que pode a psicologia dentro de uma instituição carcerária para jovens? Em 'Psicologia e Adolescência Encarcerada', o autor aprofunda a denúncia e a compreensão das condições desumanas em que se estruturam essas instituições, buscando, por outro lado, construir e analisar alternativas possíveis para o atendimento à adolescência em conflito com a lei. Por meio da análise de entrevistas com adolescentes internos, motivações que conduzem a atos infracionais são relacionadas ao contexto histórico-cultural, questionando concepções individualizantes e ideológicas. Este livro apresenta experiências de atuação de um psicólogo junto a uma escola que funciona no cárcere. Restritas pela atmosfera asfixiante da prisão, atividades e reflexões conjuntas empreendidas pelo psicólogo e professores buscaram estabelecer ou intensificar espaços de educação como resistência à desumanização ali hegemônica. É possível humanizar esse atendimento?

Febem, Família e Identidade o Lugar do Outro

R$ 42,00
  • Associado: R$ 35,70

Há 20 anos Isabel da Silva Kahn Marin dedica-se ao trabalho na área da infância em um recorte que prioriza o pensar e o fazer em relação àquelas crianças que vivem alguma condição de vulnerabilidade - o abandono, a vitimização, a privação temporária ou permanente do convívio familiar, a institucionalização provisória ou não.

Vigiar, Punir e Regenerar (Talvez...): A...

R$ 25,00
  • Associado: R$ 21,25

Projetada e inaugurada nas primeiras décadas do século XX, a Penitenciária do Estado de São Paulo, no bairro do Carandiru, foi não só o mais moderno presídio construído no Brasil, como um importante cartão postal da metrópole paulistana. Berço do Direito Positivo, cenário para a aplicação dos mais avançados conceitos de regeneração de condenados, a instituição carcerária maravilhava os inúmeros visitantes locais e estrangeiros, inclusive aqueles que vinham a São Paulo somente para conhecer a Penitenciária.

Fronteiras de Tensão - Política e Violência nas...

R$ 42,00
  • Associado: R$ 35,70

Fronteiras de tensão apresenta uma nova perspectiva sobre as periferias da cidade de São Paulo, discutindo os paradoxos e mitos que as circundam. Um trabalho de fôlego, que explicita a dedicação e o compromisso de um autor/pesquisador constantemente implicado nas sensações, atitudes, observações e análises voltadas às periferias urbanas, com especial atenção ao mundo do crime e à política.

Amor e Violência - Um Paradoxo das Relações de...

R$ 48,00
  • Associado: R$ 40,80

Gerar conhecimento estratégico sobre o tema da violência no namoro e no ‘ficar’ dos adolescentes brasileiros: este foi o objetivo de um estudo pioneiro realizado por pesquisadores de nove universidades públicas e da Fiocruz. O trabalho, que teve início em 2007, coletou, produziu e analisou dados quantitativos e qualitativos de âmbito nacional. O estudo foi realizado com cerca de 3.200 jovens, de 15 a 19 anos, matriculados em escolas públicas e particulares de dez cidades (Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Florianópolis, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Rio de Janeiro, Recife e Teresina). Os resultados da investigação deram origem a esta coletânea, que faz uma síntese dos achados, mas também das interrogações do estudo.

Violências e Figuras Subjetivas: Investigações...

R$ 38,00
  • Associado: R$ 32,30

A coletânea Violências e figuras subjetivas: investigações acerca do mal incontrolável dá continuidade a um projeto anterior bem-sucedido do qual se constatou que uma visão multidisciplinar foi elucidativa do complexo fenômeno. Desta feita, escolhemos apontar os cenários, reconhecendo existir na mundanização da violência um espaço onde cada episódio se desenrola.

Bulindo Com a Universidade: Um Estudo Sobre o...

R$ 30,00
  • Associado: R$ 25,50

A temática abordada demonstra sinais por todos os lados e incomoda a muita gente, confirmando que há ruídos, também por todos os lados. O trote violento permeado por jogos bizarros e práticas opressoras persiste, apesar deste incômodo manifestado por docentes, estudantes, pais e pela mídia.

Prisão e Liberdade - Coleção Para Entender Direito

R$ 24,90
  • Associado: R$ 21,17

A história do processo penal foi escrita a partir de dois fenômenos: a “liberdade” e a “prisão”. A liberdade (inerente ao homem) e a prisão (essa construção de uma cultura que viu utilidade em permitir que pessoas possam enjaular outras pessoas) tornaram-se conceitos instrumentais ao exercício do poder. Há, no processo penal, nessa tentativa nem sempre exitosa de racionalizar o uso do poder de punir, sempre um drama, episódios de conflito, anseios de liberdade e desejos de punição. No Estado Democrático de Direito, marcado tanto pela existência de limites ao poder quanto pela necessidade de concretização dos direitos fundamentais, deve-se compreender o processo penal como um instrumento voltado, para além da persecução penal, à concretização do projeto constitucional de vida digna para todos. Não se pode esquecer que, ao menos no Estado Democrático de Direito, a função das ciências penais, e do processo penal em particular, é a de contenção do poder. O processo penal só se justifica como óbice ao arbítrio e à opressão. O desafio é fazer com que sempre, e sempre, as ciências penais atuem como instrumento de democratização do sistema de justiça criminal. Compreender que a relação entre “prisão” e “liberdade” revela uma manifestação de poder (e que a contenção do poder é o núcleo da dimensão política do Processo Penal) auxilia na identificação dos elementos e discursos afetados pela tradição autoritária e, assim, permite que a atuação dos cientistas penais e demais atores jurídicos volte-se à realização da democracia. Neste livro, que integra a Coleção para entender direito, a “liberdade” é apresentada como um dos valores da jurisdição penal e do próprio Estado Democrático de Direito, marcado pelo princípio constitucional da presunção de inocência (que também é objeto de atenção nessa obra). Busca-se, ainda, ajudar o leitor a desvelar o fenômeno “prisão” a partir de aportes da história, das ciências sociais, da filosofia e da psicanálise. Para tanto,

Tramas da Perversão - A Violência Sexual...

R$ 65,00
  • Associado: R$ 55,25

As cláusulas sociais de condenação tanto do incesto como da pedofilia permanecem implacáveis, uma vez que violam elementos primordiais do contrato fundante da civilização ao ignorarem a diferença geracional, a interdição do incesto, a castração simbólica e a submissão à lei da cultura a partir do pacto edípico. As tramas da perversão adulta intrafamiliar quando atingem crianças e adolescentes causam traumas violentos que tecem malhagens catastróficas em seus psiquismos. A singularidade do papel e da atuação do psicanalista em meio a outros discursos aponta a criação de condições para que o sujeito em tratamento psicanalítico invente outras possibilidades afetivas de enfrentar seu trauma, fazendo com que o segredo do abuso sexual deslize da sua faceta de sigilo para a de enigma – e que, como tal, possa instigar o sujeito, ao longo da vida, a distintos níveis de elaboração que darão um destino menos sofrido e mais criativo à sua dor e seu estar no mundo. Este livro reúne contribuições inovadoras ao entendimento do papel do psicanalista para ajudar o paciente a enfrentar as tramas rompidas, enfraquecidas e esburacadas pelo trauma da violência sexual intrafamiliar, Os escritos advindos na sua maior parte de evento sobre o tema, organizado pelo Projeto CAVAS da Universidade Federal de Minas Gerais – instituição que ocupa um lugar importante pela relevância social de suas pesquisas e atendimento clínico no campo psicanalítico dentro da rede multiprofissional e interinstitucional de enfrentamento da violência infanto-juvenil – têm como objetivo discutir a possibilidade de reconstrução de vínculos fundamentais à integridade psíquica do sujeito, da família e da comunidade. Renata Udler Cromberg

Crime, Polícia e Justiça no Brasil

R$ 119,00
  • Associado: R$ 101,15

Violência e segurança pública são temas que frequentam manchetes de jornais e revistas, noticiários de TV e conversas de elevador. A criminalidade está na pauta da sociedade brasileira, muitas vezes em primeiro lugar. Entretanto, até agora, não havia um livro que sistematizasse os avanços que os estudos sobre violência alcançaram. Daí o papel pioneiro desta obra. Especialistas em diversas áreas – Ciências Sociais e Direito, principalmente, mas também História, Geografia, Economia, Administração Pública, Psicologia, Engenharia e Medicina – se unem no esforço de pensar soluções para as questões contemporâneas. Os 60 capítulos oferecem um panorama abrangente e fundamental para estudiosos e estudantes da área de Direito e Ciências Sociais, bem como para demais pesquisadores e, particularmente, para responsáveis por políticas públicas em todo o Brasil.

Violência e Sociedade em Ditaduras...

R$ 88,00
  • Associado: R$ 74,80

A intenção do livro é abordar o tema da violência com um enfoque em alguma medida relacionado com o que se convencionou chamar de história social, fazendo-o a partir de duas perspectivas distintas (dominação e resistência), mas sem incorrer em uma visão maniqueísta, como se tais perspectivas correspondessem às únicas opções dos agentes históricos estudados e, consequentemente, às únicas abordagens possíveis.